Google

Emoções: Como superar a dor do luto com a acupuntura sem agulhas – TFT e EFT.

por

Atendi via Skype uma pessoa que estava muito triste depois do falecimento de sua tia que havia lhe criado e fazia parte de sua vida! Era um sofrimento tão grande que estava lhe afetando emocionalmente e profissionalmente por dois anos. Ela já tinha procurado ajuda psicológica mas apenas lhe amenizou tamanha dor que ela sentia. E, simplesmente, ela não conseguia dar continuidade na vida dela. Quando se propunha a começar qualquer atividade, como: academia, uma nova atividade sendo voluntária, sua atividade manual e outras, simplesmente desistia de tudo! Tudo depois do falecimento da tia. No trabalho apenas realizava as atividades sempre sem ânimo e estava afetando o seu desempenho e já havia recebido retorno negativo de seu gerente.

O luto é uma perda…  e Aurélio Buarque de Holanda, nosso dicionário, deixa claro de que morte se trata: “Sentimento de pesar ou dor pela morte de alguém”. Se a frase  esclarece o objeto de origem do luto, que eram os humanos, hoje de um modo geral  as diversas concepções psicológicas sobre o homem ampliaram esse tema, que passou a tratar da morte ou perda não só de uma pessoa, mas de coisas e de relações. Na dor, pode-se estar SENTINDO A PARTIDA de um projeto de vida, a função de ser mãe, a segurança que o companheiro dava, as risadas que só aquele irmão era capaz de despertar e infinitas possibilidades, agora já não mais possíveis. A perda desde objetos na infância, moradia, amigos, escola, trabalho, namoro, casamento, mudança de cidade ou país, desde que represente uma perda significativa.

Os estudos sobre luto ou morte são recentes, ganhando certa estrutura no mundo somente após a segunda guerra e no Brasil somente por volta de 1980. Anteriormente, na história, a idéia de morte era vista de outra forma, era uma realidade, tanto pela expectativa de vida mais curta, doenças, poucos recursos médicos, guerras contínuas. Pode se dizer que a morte era vista como algo mais natural, talvez havendo mais espaço para ser vivida, nomeada, sentida e assim superada. As perdas, logo as mortes, eram elementos da vida real, uma dor como parte do viver.

Os rituais sempre existiram e são fundamentais na concretização da morte, local e momento para se expressar a dor e receber condolências, para se despedir e se preparar para um novo ciclo que vai iniciar na vida de quem fica. Hoje em dia, é possível dizer que se fala muito de morte, mas não se elabora sobre ela. A pessoa assiste a tragédias, violências e epidemias, mas não considera ser atingida por ela. A morte é algo a ser evitada, como se o ser humano tivesse o poder de viver para sempre, ou como se pudesse criar um padrão, somente morre após certa idade, ou se possui certos hábitos, se for de adoecimento severo. Quando, na verdade a morte existe porque se está vivo. Esta negação social pode ser um dos motivos relevantes para o luto ser um fator causador de tantas angústias.

A intensidade emocional que situações de morte ou perda provocam varia muito de pessoa para pessoa. E encontramos um grande número de sentimentos presentes neste momento. Sentimentos como “negação” da perda, “Raiva” por sentir frustração e privação que a falta nos faz, um período de “negociação”, uma racionalização com o mundo das pessoas e de outros vínculos que nos cercam, a “tristeza” – a compreensão da falta que nos faz e, muitas vezes, a “aceitação” ou o esquecimento sobre o pensamento fixo na perda, que nos trazem um “apaziguamento, são tempos distintos que podem ser vividos por quem está de Luto.

Pode durar uma vida inteira. Ouvimos, por exemplo, relatos de pessoas que mantêm intactos os quartos de seus filhos que morreram, pelo resto de suas vidas. A duração da vivência do luto é algo que não se pode colocar em uma estatística.

Três dicas de como encarar a perda:

1.Tempo: Um processo de luto exige tempo, mesmo demorando mais do que gostaríamos. Não cobre da pessoa  a necessidade de seguir em frente, porque ela pode não estar preparada. Forçar uma aceitação antes do tempo, por melhor que seja a sua intenção, pode contribuir para que a ferida fique aberta durante mais tempo.
2. Respeite o processo: Sabemos que o processo varia muito de pessoa para pessoa. Mas, certamente, não cabe ao enlutado tentar encurtar caminhos e processos. Viver a dor na medida necessária pode ser um componente importante de cicatrização da dor.
3. Procure uma orientação psicológica ou terapeutica: Às vezes, é muito difícil sair sozinho do labirinto quando as emoções não estão controladas. Uma orientação psicológica, além de acolher a pessoa, pode fazer a pessoa de luto encontrar novas perspectivas, que não são facilmente compreendidas.

A TFT e EFT podem ajudar nessa eliminação daquele estado prolongado de luto que está impedindo da pessoa continuar a viver mesmo ocorrendo uma perda, qualquer que seja ela. São ferramentas maravilhosas, rápidas e muito eficientes para dissolver a causa que leva ao luto paralisante! Ou então, quando já se está num estado de bloqueio e luto também resolver as travas de muitas pessoas. Buscamos a causa que leva uma pessoa a estar em luto prolongado ou não por uma perda e paralisada na terapia!

Se você se identificou com o luto prolongado por uma perda …. qualquer que seja, não se espante! Tudo pode ser melhorado com autoconhecimento! Tenho alguns DEPOIMENTOS de pessoas que com as técnicas de liberação emocional TFT e EFT alcançaram melhoras para diversas outras questões emocionais também!

E você pode usar a EFT e TFT para conseguir melhorar sua confiança para que o luto não seja um problema na sua vida! Você consegue relatar alguma situação semelhante que acontece com você ou com alguém que tem problemas com luto?

Que tal compartilhar esse conteúdo com essa pessoa! Técnicas de liberação emocional EFT e TFT podem ajudá-la! Deixe seu comentário. Compartilhe sua experiência. Leio todos, um por um!

Tenho também um presente para você que tem acompanhado os conteúdos sobre as técnicas de liberação emocional – TFT e EFT! A pessoa com luto acaba tendo problemas para continuar e realizar muitas coisas em suas vidas! Você quer receber dicas de liberação emocional através de Acupuntura sem Agulhas TFT e EFT?

DICAS PARA VOCÊ (Cadastre para ter o presente de Acupuntura Emocional sem agulhas em seu e-mail. Mas confirme seu cadastro em um mail que será enviado a sua caixa de entrada de e-mail ou no SPAM).

 

 

 

Terapeuta Emocional - TFT Advanced (Optimal Health Voice Technology) e EFT (Emotional Freedom Techniques) - Acupunturas emocionais sem agulhas. Terapeuta emocional, apaixonada por ajudar as pessoas a encontrar mais paz, mais equilíbrio, mais coragem, mais bem-estar em suas vidas!

Deixe seu comentário aqui